Conteúdo

17 dicas para reduzir a taxa de rejeição do seu site

Se você leu qualquer blog ou site sobre otimização do site para buscas provavelmente encontrou um artigo sobre a taxa de rejeição.

Se você ainda deseja entender melhor a Taxa de rejeição e sua importância no comércio eletrônico reunimos aqui 17 dicas para reduzir a taxa de rejeição do seu site.

Este artigo ajudará a entender o que é a taxa de rejeição, como sua importância muda dependendo do setor, por que você deve procurar uma taxa de rejeição mais baixa e estratégias comprovadas para ajudá-lo a obter conversões mais altas.

 

O que é taxa de rejeição?

Se os visitantes estão saindo regularmente, provavelmente não estão comprando.

A saída dos usuários de um site sem finalizar uma tarefa (como clicar em um botão ou finalizar a compra) são definidos como rejeição daquela página e entram para a estatística, aumentando o % de rejeição do site.

Taxa de rejeição refere-se à porcentagem de pessoas que saem do seu site imediatamente após a chegada ou logo após visualizar apenas uma página. É sem dúvida uma das métricas “brutas” mais importantes que mostram um alto nível de quão bem seu site está convertendo pessoas.

 

Como é calculada a taxa de rejeição?

O cálculo da taxa de rejeição é feito com a divisão das sessões de página única por todas as sessões. Ou seja, ela é a porcentagem de todas as sessões do seu site nas quais os usuários visualizaram somente uma página e acionaram apenas uma solicitação ao servidor do Google Analytics.

Essas sessões de página única têm uma duração de zero segundo, pois não há hits subsequentes para que o Google Analytics calcule a duração da sessão. Saiba mais sobre como o cálculo da duração da sessão é feito.

Uma taxa de rejeição alta é ruim?

Depende.

Se o sucesso do seu site depende da visualização de mais de uma página pelos usuários, a resposta é sim. Por exemplo, se sua página inicial for a porta de entrada para o restante do site (por exemplo, artigos de notícia, páginas de produtos, processo de checkout) e uma alta porcentagem dos usuários visualizar somente essa página, uma taxa de rejeição alta será indesejável.

Por outro lado, uma taxa de rejeição alta é perfeitamente normal se você tiver um site de página única, como um blog, ou fornecer outros tipos de conteúdo para os quais as sessões de página única sejam esperadas.

 

Então, o que é considerado uma boa taxa de rejeição?

O ponto principal é que uma boa taxa de rejeição é a mais baixa possível.

 

Mas isso depende de cada setor…

Como em muitas métricas, as taxas de rejeição variam muito entre os setores. O que é considerado uma boa taxa de rejeição em um setor pode ser horrível em outro.

 

Lembre-se de que as taxas de rejeição não contam a história completa do desempenho de uma empresa. No entanto, ainda é um bom indicador para determinar a eficiência de uma empresa na conversão de visitantes.

 

  • os sites de conteúdo, em geral, têm uma taxa de rejeição de 40 a 60%;
  • sites de geração de leads de 30 a 50%;
  • blogs estão entre 70 e 98%;
  • e os sites de comércio eletrônico / varejo ficam em média em torno de 33,9%.

 

Qual é a diferença entre a taxa de rejeição e a taxa de saída no Google Analytics?

A taxa de rejeição e a taxa de saída geralmente são usadas de forma intercambiável no mundo do comércio eletrônico. Eles são semelhantes, mas existem algumas diferenças importantes.

Simplificando…

  • TAXA DE REJEIÇÃO é quando os visitantes saem imediatamente após a chegada;
  • TAXA DE SAÍDA é quando os visitantes saem depois de visitar várias páginas.

 

Vamos agora para maneiras práticas de reduzir a taxa de rejeição do seu site.

 

Como reduzir a taxa de rejeição.

1. Melhore experiência do usuário

Uma das melhores maneiras de fornecer uma boa experiência ao usuário é tornar seu conteúdo legível, claro e com a formatação adequada.

Se o conteúdo tem formatação problemática, os usuários ficam prejudicados com coisas como:

  • grandes blocos de texto;
  • fontes horríveis;
  • formatação geral ruim.

 

Aqui estão algumas maneiras comprovadas de tornar seu conteúdo mais legível e geralmente mais fácil para os olhos:

  • Use subtítulos para esclarecer melhor seu tópico.
  • Use marcadores para explicar os benefícios ou pontos que vale a pena notar.
  • Use muitos gráficos, imagens, capturas de tela e citações de especialistas do setor, quando apropriado.
  • Palavras-chave em negrito algumas vezes (não exagere).
  • Faça muitas perguntas no seu conteúdo, para convidar os leitores a participar, em vez de apenas ler.
  • Encerre seu conteúdo com um subtítulo intitulado “conclusão”. Isso diz ao leitor para ler rapidamente as últimas palavras e agir. Faça sua conclusão com uma chamada de ação.

 

2. Torne seu site otimizado para celular

Seus clientes em potencial estão visualizando seu conteúdo em vários dispositivos.

Você está otimizando seu conteúdo para todas as telas?

Se a resposta for não, então este deverá ser um dos motivos da alta rejeição do site.  Não precisamos destacar o quanto o mundo agora é móvel. Você provavelmente acessar mais a internet pelo celular do que pelo desktop, não é mesmo?

Para tornar seu site compatível com dispositivos móveis, você pode:

  • Instalar um tema responsivo;
  • Simplificar seus menus;
  • Simplificar ao máximo possível seus formulários;
  • Exibir claramente suas frases de chamariz;
  • Facilitar o atendimento ao cliente;
  • Certificar que seu site é rápido e leve.

Essas são apenas algumas coisas que você pode fazer para ter um site mais otimizado para celular.

 

3. Aumente a velocidade do site

Resultado da velocidade do nosso site www.add.digital conforme medição do Google em Agosto 2021.

 

Suas páginas carregam em 2-3 segundos no máximo?

Se sua resposta for “não” ou “não tenho certeza”, esse pode ser um dos motivos pelos quais você está tendo uma alta taxa de rejeição.

No comércio eletrônico, velocidade é o nome do jogo. Quanto mais rápido suas páginas carregarem, melhor. Quanto mais rápido o cliente conseguir fazer o checkout, melhor.

Mas você sabe como está a velocidade do seu site?

Para avaliar a velocidade atual do site usando a ferramenta de teste do Google.

Com esta medição você já terá uma ideia de como está a velocidade do seu site e o quanto deverá melhorar ele.

 

Para melhorar o tempo de carregamento da página, tente algumas destas técnicas:

Algumas ações podem fazer grande diferença no tempo total de carregamento do seu site.

  • Remover cadeias de consulta de páginas estáticas para melhorar o desempenho;
  • Otimizar imagens;
  • Compactar arquivos HTML e CSS;
  • Reduzir tempo de resposta do servidor;
  • Ativar a cache;
  • Manter o tema e plugins atualizados.

4. Use palavras-chave relevantes

Se você não está atraindo tráfego relevante e de alta qualidade para o seu site, isso certamente levará a uma alta taxa de rejeição.

As palavras-chave desempenham um papel crucial no marketing de conteúdo e na geração de leads, para que você tenha certeza de que está segmentando as palavras certas.

Revise os textos, títulos e palavras-chave de seu site. Cada página deve ter o foco em uma palavra-chave em especial para que não compita com as demais página do seu site. Torne seu conteúdo claro e de valor para o usuário.

 

5. Atraia os visitantes certos para o seu site

Isso anda de mãos dadas com a dica anterior sobre pesquisa de palavras-chave.

Além da sólida pesquisa de palavras-chave, verifique se sua estratégia de conteúdo foi bem planejada. O conteúdo errado, apesar de sua qualidade relativa, levará a uma taxa de rejeição mais alta porque não é direcionado ao público certo.

 

6. Escreva meta descrições atraentes para usuários de pesquisa

As meta descrições têm aproximadamente 155 caracteres e seu objetivo é resumir efetivamente o conteúdo de uma página.

Os mecanismos de pesquisa exibem a meta descrição nos resultados da pesquisa, principalmente quando a frase que está sendo pesquisada está dentro da meta descrição, o que significa que otimizar sua meta descrição deve ser uma prioridade.

Com isso dito, como você cria uma meta descrição atraente? Aqui estão algumas dicas:

  • Mantenha-o em 155 caracteres;
  • Acionável e escrito com uma voz ativa;
  • Incluir uma frase de chamariz;
  • Verifique se ele contém as palavras-chave corretas;
  • Verifique se ele corresponde ao conteúdo;
  • Torná-lo único.

 

7. Abra links externos em uma nova guia

Evite a fadiga do “botão voltar”, garantindo que, quando os usuários clicam em um link em seu site, ele é aberto em uma nova guia do navegador.

Pense em seus próprios hábitos de navegação e quão mais fácil é olhar para vários produtos e peças de conteúdo quando você pode vê-los lado a lado, alternando facilmente para outra guia ou janela.

 

8. Use frases de chamariz convincentes

Simples, forte e claro.

É assim que você deve criar suas frases de chamariz.

Seu único objetivo é fazer com que o visitante queira ver o que vem a seguir (a ação desejada). A chamada à ação é algo que até especialistas experientes em comércio eletrônico estragam.

Lembre-se de que a clareza vence a criatividade todas as vezes.

 

9. Escreva regularmente em seu blog sobre o conteúdo certo

Ponha-se no lugar do seu cliente. O que ele quer saber sobre o seu mercado? Quais suas dúvidas, medos e expectativas?

Faça um balanço do conteúdo que você publica e de seus resultados, pois eles servirão como pontos de referência para experimentos de otimização de conteúdo.

Depois de ter os textos publicados, não os abandone lá. Revisite cada postagem regularmente. Atualize seus conteúdos e exclua postagens defasadas e sem mais importância.

Grande parte da taxa de rejeição vem de visitas a estas páginas antigas. Ninguém quer visitar páginas que falam sobre assuntos que já não são mais relevantes (ex: ofertas de emprego de 5 anos atrás, pesquisas sobre tecnologia de 2 anos atrás ou modelos de celular que não estão mais à venda em seu site).

 

10. Exibir credibilidade

A menos que você seja um nome familiar, nem todos estarão familiarizados com sua marca.

As marcas nascem todos os dias no comércio eletrônico, o que significa que exibir credibilidade é mais importante do que nunca.

Sinais de confiança, como certificados de criptografia, certificado HTTPS e opções de pagamento respeitáveis mostram aos visitantes que você é uma marca séria que valoriza a segurança e a experiência deles no seu site.

 

11. Use vídeos e podcasts para envolver seus visitantes

O vídeo é uma ferramenta poderosa para reduzir sua taxa de rejeição e aumentar suas conversões.

Segundo o Google, quase metade dos usuários da Internet pesquisam vídeos relacionados a produtos antes mesmo de visitar uma loja online.

Vídeos são muito úteis para clientes que querem aprender mais sobre o produto, ver detalhes e como funcionam.

Nestes casos o vídeo poderá entregar tudo isso, além de mostrar valar da sua marca e o respeito dela para com os clientes.

 

Conclusão

A taxa de rejeição mostra de uma forma resumida se seu site está sendo útil para seus visitantes.

Se bem analisado poderá corrigidas as causas da alta taxa de rejeição. Corrigindo estas causas, seus visitantes permanecerão mais tempo em suas páginas, sinalizando maior valor percebido por seus usuários ao acessar cada página.

Como consequência, seu site será visto como um lugar de conteúdo útil pelos usuários e pelos mecanismos de busca. Inevitavelmente sua posição nos resultados de busca irá melhorar.

Precisa de um site para alavancar o seu negócio?

Gostou do que leu? indique para seus amigos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no email
Compartilhe por email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhe por Whatapp

receba dicas e artigos sobre vendas na internet

Respeitamos seu email. Não gostamos de spam.

Obrigado por assinar nosso informativo

Sua mensagem está a caminho!

Enquanto isso, veja dicas e informações em nosso BLOG.

Seu site está perdendo clientes?

Receba dicas e artigos para melhorar o desempenho do seu site.

Seu site está perdendo clientes?

Receba dicas e artigos para melhorar o desempenho do seu site.