Por que toda marca precisa de um site profissional?

Criação de site profissional porto alegrePense em qualquer marca ou profissional com alguma expressão que você conheça. Agora pesquise pelo site profissional dele.

Encontrou?

Bom, se você não encontrou, é bem provável que ele não tenha tanta expressão assim.

Ou, na pior das hipóteses, pode ter tido o site banido das pesquisas por algum motivo.

Se não encontrou referências em algum portal, guia ou nas redes sociais, uma pessoa pode até chegar a duvidar da existência.

Estar na web é fundamental. 

Agora, apesar de ser muito bom ter uma página em alguma rede social, um canal no Youtube ou alguma subpágina em um site de terceiros, existe um risco fatal.

O que acontece com a sua presença se essa rede social – como o exemplo típico do Orkut – cair em desuso até sumir?

Se você não tem um espaço próprio, sob o seu controle, na web, ficará refém de algumas situações.

Aproveite e veja aqui nosso portfolio de sites profissionais.

 

“Seu site profissional: As Regras do dono”

Você precisará seguir as regras do seu “dono”.

Sim, isso mesmo, redes sociais tem autonomia para determinar por exemplo que os seus posts da Fanpage tem alcance limitado.

Já reparou que quando uma marca posta alguma coisa no Facebook, apenas um pequeno percentual dos seguidores visualizam aquela postagem?

O algoritmo do Facebook – Edge Rank – quer filtrar cada vez mais o feed de notícias dos usuários do Facebook por ordem de interesse/relevância de conteúdo para o usuário.

Isso quer dizer que, se você seguir várias páginas, a sua página inicial exibirá as últimas postagens conforme alguns critérios. Por exemplo, volume de interações, páginas mais acompanhadas por você, etc.

Ou seja: se você tem uma fanpage, ou seja, uma página da sua marca no Facebook, notará que cada vez menos seguidores visualizarão seus posts.

A menos é claro que você os impulsionem, pagando por isso.

O Facebook é um espaço de divulgação, não é o terreno da sua marca.

Para começar que o endereço começa com “facebook.com” para então fazer menção ao seu nome. Facebook.com/onomedasuamarca

Redes sociais, portais, espaços cedidos na web reforçam suas próprias marcas antes de propriamente divulgar o seu negócio.

 

“Disputa por atenção”

Se no tópico acima falamos da necessidade de ter controle sobre o espaço onde você divulga sua marca, aqui vamos trazer outro exemplo.

Experimente subir um vídeo no Youtube e passe esse link para outra pessoa.

É praticamente impossível que, após assistir ao seu vídeo, essa pessoa não tenha assistido uma porção de outros vídeos.

Isso se ela não tiver clicado noutro antes mesmo de acabar de assistir ao seu.

E claro que isso é o mais natural a acontecer.

O Youtube terá todo o histórico de navegação, as preferências, canais inscritos e ainda vídeos parecidos com o seu sendo exibidos na barra lateral.

Chamadas atraentes, anúncios, diversas opções de cliques e possibilidade de visualização de conteúdo relacionados ao interesse de quem assiste.

Como competir com isso?

Outro exemplo clássico: você acessa rapidamente o Facebook para deixar uma mensagem, ou um típico Parabéns pelo aniversário.

E, quando percebe, já se passaram horas perdidos em meio a tanta informação das pessoas que você justamente escolhe acompanhar.

E agora, pode ser mais difícil competir ainda!

Se você quer que um internauta conheça o seu negócio e foque nas suas informações, nada melhor do que fornecer o endereço do seu site profissional.

O seu site é o seu terreno, com as informações mais importantes que você julga sobre sua marca ou negócio.

É claro que é fundamental usufruir das oportunidades das redes sociais e tantas outras mídias.

Mas é um erro ignorar que se precisa de um site profissional.

Quer começar um novo site e tem dúvidas? Entre em contato conosco e vamos conversar. Conheça também sobre nosso serviço de criação de site profissional.

GOSTOU DESTE ARTIGO?

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe por email
Compartilhe por Whatapp

DEIXE SEU COMENTÁRIO