Como é o desenvolvimento de um site?

Desenvolvimento de um site: o que é necessário

Para o desenvolvimento de um site é necessário um conjunto de habilidades, motivo pelo qual uma agência, por exemplo, reúne profissionais gabaritados em cada uma dessas áreas para que, no conjunto, atinjam um bom resultado final.

Isso porquê ninguém sabe tudo, concorda?

Vamos lá: se você quer saber como criar um site, entenda que um bom site precisa de:

  • um web designer que desenvolva um layout interessante alinhado com sua identidade visual;
  • um bom programador/webdeveloper que coloque esse layout de forma funcional online;
  • um redator que crie, revise ou simplesmente arquitete o conteúdo de forma amigável no site;
  • um profissional de atendimento que coordene o projeto e faça a intermediação do desenvolvimento entre contratante e contratada
  • um analista de suporte que possa orientar o uso do site e até mesmo prestar um treinamento, especialmente se o site for um portal, blog de notícias ou loja virtual.
  • Ah sim! Isso sem falar na total sintonia com o time de hospedagem para que a conta de hospedagem receba o site de forma adequada, com as permissões necessárias para o bom funcionamento.
  • Dependendo do seu objetivo, poderá fazer parte ainda um consultor de marketing que assessore na divulgação e/ou um gestor  para monitorar suas campanhas de divulgação;

E o processo de criação em si, como acontece na prática, em 6 etapas:

4.1 – Definir o cms (wordpress, joomla, drupal)

Os CMS´s (Content Management System – Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) são  softwares livres, desenvolvidos e aperfeiçoados por uma comunidade, ou seja, programadores do mundo inteiro.

A finalidade é possibilitar que um usuário consiga editar e criar conteúdo para seus sites com mais praticidade.

Acessado diretamente pelo navegador, basta uma conexão de internet para editar o sistema, sem necessidade de ferramentas muito mais complexas.

O uso dos CMS representa uma enorme evolução no mercado de websites pois permite autonomia para o dono do site.

Além de constituir uma ferramenta mais intuitiva para utilização, o fato de ser “open source” – ou seja, código aberto/livre – permite reduzir substancialmente o custo do projeto.

Se um profissional desenvolve uma programação específica para o seu projeto, o custo naturalmente será muito elevado. E, ainda, você dependerá apenas dele sempre que precisar de qualquer mudança.

Já num site em WordPress, por exemplo, não faltam profissionais com conhecimento para prestar serviços ao seu site.

Agora, quais são os principais CMS no mercado?

Dentre os mais populares, temos: o Wordpress e o Joomla! que são sistemas em linguagem  PHP.

Outros exemplos de CMS são o Plone, o Liferay e o Drupal.

Por questões de usabilidade e mercado, a plataforma que priorizamos em nosso projetos e sempre recomendamos aos nossos clientes é WordPress.

Inclusive, observamos constantes aprimoramentos que tornam a experiência cada vez melhor.

 

4.2 – Desenvolver o layout

Existem modelos pre-prontos para projetos que são os temas.

Os temas podem ser um ponto de partida.

Porém a web é altamente competitiva e, quanto mais puder se diferenciar, melhor será seu impacto junto ao seu público.

É por isso que o desenvolvimento de layout pode se inspirar em temas, bem como outras referências que podem ser facilmente localizadas em pesquisas em sites de busca.

Mas um site de sucesso precisa de um layout muito bem pensado, que se comunique com os valores, interesses e identidade visual da marca.

O layout de um site leva em conta primeiramente elementos básicos, como o logotipo.

O logo determina quais serão as cores do layout e como elas podem combinar para um projeto coerente com a proposta da marca.

Outro ponto a ser analisado é o uso de imagens profissionais e desenvolvimento de banners, background, estrutura do menu, sequencia de navegação, enfim…diversos aspectos que tornam a navegação do site agradável.

Como é de se imaginar, esse processo criativa é feito de ajustes e revisões até atingir a expectativa do dono do site.

 

4.3 – Personalizar o layout diagramando o conteúdo

Após o layout ser finalizado pelo web designer, entra a fase a diagramação do conteúdo.

Quais informações devem fazer parte de cada página do site?

Aliás, quantas páginas são necessárias?

Esse processo envolve a adição de todos os textos e conteúdos visuais, com a sua respectiva personalização, no corpo do site.

O conteúdo é muito importante.

De nada adianta uma aparência bonita, sem informação de valor.

O web design deve favorecer o conteúdo e vice-e-versa.

 

4.4 – Desenvolver as versões responsivas (web design responsivo)

Após o conteúdo estar inserido no site e revisado conforme desejado, o site está, em tese, pronto.

Mas um site não pode ficar pronto apenas para desktop.

Para cada dispositivo que permita visualizar o site, é necessário adequar a apresentação do site para a tela correspondente.

O site precisa abrir de forma amistosa em smartphones.

Além disso, temos os tablets e smart tv.

Para cada navegação, a visualização do site precisar ser testada e adequada conforme necessidade.

 

4.5 – Testar todas as funções do site

Além de informar, o site é um canal de contato com o visitante.

Alguns recursos são bastante comuns:

  • Um formulário de contato é básico para envio de mensagens pelos internautas ao administrador do site.
  • Um atendimento online também pode dinamizar a troca de informações.
  • Uma galeria de imagens, com atualização frequente de imagens sobre os produtos e/ou serviços daquela marca.
  • Integração com as redes sociais da marca
  • Navegação entre as páginas e linkagem interna

Esses são apenas alguns dos principais aspectos que precisam ser testados após a finalização da personalização.

 

4.6 – Ativar certificado de segurança

O último passo do processo de criação de site em si é a segurança.

Para ser considerado um site confiável, seu site precisa do famoso “https” nas páginas que solicitam dados aos usuários – como o fale conosco, por exemplo.

Você pode entender mais sobre Certificado SSL aqui: Certificado SSL, não seja penalizado pelo Google Chrome

Além de implementar o SSL, existem também selos segurança e prevenções a serem tomadas para evitar invasões e comprometimento do site.

Reservamos um tópico mais adiante para explicar especificamente esse assunto.

Uma empresa que desenvolve site de verdade, com profissionalismo e estratégia, precisa de um time, demanda custos operacionais e muita dedicação.

Se você está entendendo no que consiste a criação de um site de sucesso, já deve ter percebido que existe uma diferença quando se contrata uma agência especializada ou arrisca-se um modelo gratuito.

Vamos falar mais sobre isso agora!

GOSTOU DESTE ARTIGO?

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe por email
Compartilhe por Whatapp

DEIXE SEU COMENTÁRIO